Brasil


06/11/2019

Por que o leilão do pré-sal resultou no ?pior cenário? para o governo

Leilão do pré-sal Direito de imagem Reuters
Image caption Valor arrecadado de R$ 69,8 bilhões ficou abaixo dos R$ 106,5 bilhões esperados, e duas áreas não tiveram interessados

O governo pediu um valor alto demais pelos quatro campos de petróleo do pré-sal da Bacia de Santos que foram a leilão nesta quarta-feira (6/11) e o resultado acabou sendo frustrante, avaliaram especialistas em mercado internacional do petróleo ouvidos pela BBC News Brasil.

Em um dos campos, o de Búzios, a oferta foi vencida por um consórcio formado pela Petrobras com as empresas chinesas CNOOC e CNODC. Os chineses, porém, vão entrar com apenas 10% do total, menos de R$ 7 bilhões, e o restante será pago pela Petrobras. Já para o outro campo, o de Itapu, a única oferta foi a da Petrobras.

Como não houve concorrência (e as únicas estrangeiras a participar foram as que se uniram à Petrobras), os campos foram arrematados pelo lance mínimo previsto. Nesse tipo de leilão, além do valor fixo a ser pago para cada um dos campos, a disputa se dá pela oferta de petróleo ao governo durante o período de contrato (30 anos).

"Ficou muito claro que o governo errou a mão na definição dos bônus, cobrou caro demais. O fato de a geologia na área ser de baixíssimo risco, e a oferta era por campos com petróleo já descobertos, expõe esse erro ainda mais", disse o economista Edmar Fagundes de Almeida, do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Direito de imagem ABR
Image caption O ministro de Minas e Energia disse que leilão foi um sucesso, mas pode rever metodologia para atrair mais empresas estrangeiras em futuros leilões

"Isso resultou no pior cenário possível para esse leilão. Dois campos arrematados pela própria Petrobras, sem concorrência, e pelo lance mínimo possível para os dois campos", disse Fagundes.

"Então, não é apenas o fato de ter recebido um valor inferior ao que esperava, mas também de que no futuro o lucro vai ser mais baixo. O governo ficou preso com um contrato com valor mínimo por 30 anos. É preocupante."

Para Fagundes, a estratégia definida pela Petrobras foi "inadequada". "Um leilão bem feito é o que tem competição. O governo falhou ao não dar margem para essa competição acontecer, ao colocar o preço lá no alto, o mais caro já cobrado no país, os R$ 106,5 bilhões que o governo esperava receber, e acabaram frustrados."

Para o economista Helder Queiroz Pinto Junior, professor da UFRJ especialista em financiamento e regulamentação do setor energético, a indefinição em relação ao ressarcimento a ser pago para a própria Petrobras ? que investe na área desde 2010 e, por isso, na definição do modelo do leilão, deveria receber de volta parte desse investimento ? desestimulou a entrada de concorrentes.

Direito de imagem ABR
Image caption O presidente da ANP afirmou que o resultado foi dentro do esperado e que reconheceu que condições inibiram a concorrência

A Petrobras pedia R$ 45 bilhões de ressarcimento pelo que investiu na área desde 2010 ? nos cálculos do Tribunal de Contas da União, o valor deveria ser de R$ 34 bilhões.

"As empresas temeram que a negociação sobre esse ressarcimento levasse muito tempo, ou que fosse parar na Justiça, e, por isso, decidiram não concorrer", disse Queiroz. "É um resultado frustrante porque é sabido que o volume de petróleo nessa área é elevado e com possibilidade de a produção começar rapidamente. Se não atraiu investidores, é porque o modelo definido pelo governo foi falho."

Justificativas

Em coletiva de imprensa depois do leilão, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, minimizou a ausência de empresas estrangeiras e afirmou que os resultados "cumpriram com as expectativas". "Foi o maior valor arrecadado em bônus em leilões de petróleo no Brasil, é um motivo de orgulho para o governo", afirmou.

Direito de imagem Divulgação
Image caption Governo afirmou que áreas que não tiveram lances serão leiloadas novamente em 2020

Questionado sobre o motivo de as grandes multinacionais não terem participado, Albuquerque disse que "é necessário avaliar" as razões que fizeram com que essas empresas não participassem.

O ministro afirmou, no entanto, que após o novo leilão de cinco campos do pré-sal nesta quinta-feira (7/11), o governo vai avaliar a participação de empresas estrangeiras, para verificar se será necessário "rever a metodologia" para as próximas ofertas.

"A Petrobras exerceu o direito de preferência sobre duas áreas, e já era prevista sua participação. Duas petroleiras chinesas que já se encontram em operação no Brasil e em outras áreas do mundo e são importantes também participaram, mas, como sabemos, amanhã será realizado novo leilão do pré-sal, com outras características, temos que aguardar para ver qual será a participação das outras empresas para, depois, termos um cenário em que possa talvez rever a metodologia e outros parâmetros para o sucesso dos próximos leilões."

Já o presidente da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Décio Oddone, disse que a participação da Petrobras no leilão teve impacto na decisão de outras empresas participarem. "O fato da Petrobras ser a companhia que tem prioridade para escolher operação inibe a concorrência", afirmou, na entrevista coletiva.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!


Mais de Brasil

Como o comércio transatlântico de escravos explica o caminho do óleo até as praias do Nordeste

Como o comércio transatlântico de escravos explica o caminho do óleo até as praias do Nordeste

Steve Bannon: Lula é 'maior ídolo da esquerda globalista do mundo' e liberdade trará 'enorme perturbação' ao Brasil

Steve Bannon: Lula é 'maior ídolo da esquerda globalista do mundo' e liberdade trará 'enorme perturbação' ao Brasil

Inelegível, Lula será 'megafone da oposição' a Bolsonaro, dizem petistas

Inelegível, Lula será 'megafone da oposição' a Bolsonaro, dizem petistas

Lula diz que 'esquerda pode vencer ultradireita' em 2022 e ataca Bolsonaro: 'governa para milicianos'

Lula diz que 'esquerda pode vencer ultradireita' em 2022 e ataca Bolsonaro: 'governa para milicianos'

Festa no sindicato, pronunciamento, protestos: o que esperar do 1º sábado de Lula fora da prisão

Festa no sindicato, pronunciamento, protestos: o que esperar do 1º sábado de Lula fora da prisão

Vazamento de diálogos, mortes na família, entrevistas: o que aconteceu com Lula durante o tempo na prisão

Vazamento de diálogos, mortes na família, entrevistas: o que aconteceu com Lula durante o tempo na prisão

A repercussão internacional da libertação do ex-presidente Lula

A repercussão internacional da libertação do ex-presidente Lula

Como foi o primeiro 'Lula livre' em 1980, quando ex-presidente foi preso pela ditadura

Como foi o primeiro 'Lula livre' em 1980, quando ex-presidente foi preso pela ditadura

Lula deixa a prisão, critica Bolsonaro e promete 'percorrer o país'

Lula deixa a prisão, critica Bolsonaro e promete 'percorrer o país'

'Sereno' e 'com vontade de abraçar os amigos e a militância': os relatos de quem se reuniu com Lula após decisão do STF

'Sereno' e 'com vontade de abraçar os amigos e a militância': os relatos de quem se reuniu com Lula após decisão do STF

Defesa de Lula pede soltura 'imediata' e militância prepara palanque em Curitiba

Defesa de Lula pede soltura 'imediata' e militância prepara palanque em Curitiba

Decisão do STF: Entenda (em 2 minutos) o que precisa acontecer para Lula ser solto

Veja a repercussão na imprensa internacional da decisão do STF que beneficia Lula

Veja a repercussão na imprensa internacional da decisão do STF que beneficia Lula

Lágrimas e buzinas agitam o entorno de carceragem onde Lula está preso em Curitiba

Lágrimas e buzinas agitam o entorno de carceragem onde Lula está preso em Curitiba

As reações do mundo político à decisão do STF que abre caminho para libertar Lula

As reações do mundo político à decisão do STF que abre caminho para libertar Lula

Defesa diz que levará pedido de soltura a juíza após conversar com Lula

Defesa diz que levará pedido de soltura a juíza após conversar com Lula

Sem planejamento prévio, PT quer mandar parlamentares a Curitiba, trazer Lula de jatinho e fazer festa no sindicato

Sem planejamento prévio, PT quer mandar parlamentares a Curitiba, trazer Lula de jatinho e fazer festa no sindicato

Da infância em Pernambuco à prisão em Curitiba: relembre a trajetória política do ex-presidente Lula

Da infância em Pernambuco à prisão em Curitiba: relembre a trajetória política do ex-presidente Lula

As mudanças de voto que levaram o STF a derrubar prisão em 2ª instância e abrir caminho para soltura de Lula

As mudanças de voto que levaram o STF a derrubar prisão em 2ª instância e abrir caminho para soltura de Lula

Como votou cada ministro do STF no julgamento que vetou prisão após 2ª instância

Como votou cada ministro do STF no julgamento que vetou prisão após 2ª instância

O vaivém de Gilmar e Toffoli que definirá destino de Lula e milhares de outros presos no STF

O vaivém de Gilmar e Toffoli que definirá destino de Lula e milhares de outros presos no STF

Os Estados e capitais que se enquadrariam na PEC que permite congelar concursos e reduzir salário de servidores

Os Estados e capitais que se enquadrariam na PEC que permite congelar concursos e reduzir salário de servidores

Se o Brasil é autossuficiente em petróleo, por que ainda importa o recurso?

Se o Brasil é autossuficiente em petróleo, por que ainda importa o recurso?

Prisão após 2ª instância: pobres prejudicados e ricos beneficiados? A guerra de números no julgamento

Prisão após 2ª instância: pobres prejudicados e ricos beneficiados? A guerra de números no julgamento

Por que o leilão do pré-sal resultou no ?pior cenário? para o governo

Por que o leilão do pré-sal resultou no ?pior cenário? para o governo

6 pontos da reforma econômica de Paulo Guedes que podem te afetar diretamente

6 pontos da reforma econômica de Paulo Guedes que podem te afetar diretamente

Euforia, crise e megaleilão: os altos e baixos do pré-sal

Euforia, crise e megaleilão: os altos e baixos do pré-sal

?Megaleilão? do pré-sal pode inaugurar ?era de ouro? do petróleo brasileiro

?Megaleilão? do pré-sal pode inaugurar ?era de ouro? do petróleo brasileiro

De salários menores para servidores a menos municípios, os desafios do megapacote de Guedes no Congresso

De salários menores para servidores a menos municípios, os desafios do megapacote de Guedes no Congresso

Puçá ou siripoia? O manual que ensina a 'pescar óleo' no Nordeste unindo ciência e lições de pescadores

Puçá ou siripoia? O manual que ensina a 'pescar óleo' no Nordeste unindo ciência e lições de pescadores

Mariana, 4 anos: estudo que guiará reparações por danos à saúde está 'na gaveta' há 6 meses

Mariana, 4 anos: estudo que guiará reparações por danos à saúde está 'na gaveta' há 6 meses

Desnutrição, abusos e mortes fazem da Amazônia o pior lugar do Brasil para ser criança

Desnutrição, abusos e mortes fazem da Amazônia o pior lugar do Brasil para ser criança