Economia


06/10/2019

A economia dos EUA nunca esteve tão bem, como diz Trump?

Trabalhadora em indústria automobilística Direito de imagem Getty Images
Image caption As políticas pró-crescimento de Trump foram tema de seu discurso na Assembleia Geral da ONU, em setembro

O presidente americano, Donald Trump, tem repetido que a economia do país vive um ciclo de crescimento possivelmente entre os melhores já registrados.

Veja o resultado a seguir:

O que os números mostram?

A taxa de crescimento anualizada do Produto Interno Bruto (PIB), que engloba tudo o que o país gera de riqueza, tem crescido nos Estados Unidos.

No primeiro trimestre de 2019, a alta foi de 3,1%, percentual que desacelerou, entretanto, para 2,1% nos três meses de abril a junho ? e significativamente menor que o pico recente de 5,5% registrado no segundo trimestre de 2014, durante o mandato do antecessor de Trump, Barack Obama.

A série histórica também mostra resultados superiores nas décadas de 1950 e 1960.

"Se você tomar o PIB como indicador da saúde da economia, as afirmações de Trump perdem força quando olhamos para o boom da economia americana nos anos pós-Segunda Guerra", pondera Megan Black, professora-assistente de História na London School of Economics.

A bolsa dispara... depois oscila

Trump também tem ressaltado a geração de valor no mercado financeiro americano, em particular o índice Dow Jones, que acompanha a cotação das ações das 30 maiores empresas do país, o Dow Jones Industrial Average.

É verdade que o índice atingiu níveis recordes na atual administração. Para os apoiadores do presidente, os dados são resultado do corte de impostos para empresas anunciado pela equipe de Trump, além de medidas para redução da burocracia e de incentivo para produção dentro do país.

Nos últimos meses, entretanto, o índice mostrou grande volatilidade, refletindo preocupações do mercado em relação à guerra comercial com a China e a piora das expectativas para a economia global.

Empregos e salários

O discurso de Trump nas Nações Unidas também destacou que o desemprego nos Estados Unidos se encontra no menor patamar em meio século e que, nos últimos três anos, 6 milhões de americanos conseguiram se recolocar no mercado de trabalho.

Em agosto, a taxa de desemprego chegou a 3,7%, o mesmo nível registrado 50 anos atrás, em setembro de 1969. Na medição de setembro, houve nova queda e o desemprego chegou a 3,5% ? igualando a baixa histórica do indicador em meio século (registrada em novembro e dezembro de 1969).

Em relação ao emprego, é verdade que mais de 6 milhões de americanos conseguiram emprego nos três anos entre agosto de 2016 e agosto de 2019.

Na ONU, Trump disse ainda que "no mês passado, o desemprego entre afroamericanos, hispânicos e asiáticos-americanos atingiu os menores níveis já registrados".

A informação também procede. De 1972 para cá, o desemprego entre afroamericanos atingiu o patamar mais baixo no último mês de agosto, 5,5%.

A série histórica oficial com dados sobre trabalhadores hispânicos, por sua vez, começa em 1973 ? nesse caso, o menor percentual também é o de agosto de 2019, 4,2%.

Para os asiáticos-americanos, só há informações disponíveis a partir de 2003. Nessa população, a taxa atingiu 2,8% em agosto ? percentual ligeiramente superior ao apurado em junho deste ano, 2,1%.

Em todos os três grupos, o nível de desemprego vem cedendo desde os anos do governo Obama, depois de alcançar máximas recordes durante a recessão em 2009.

No entanto, em relação a salário e renda, também mencionados pelo presidente durante o discurso, os dados não sustentam a tese de que estejam crescendo de forma consistente.

O avanço da remuneração média por hora avançou durante todo o ano de 2018, chegou a 3,4% em fevereiro deste ano, mas tem desacelerado desde então e se encontra em 3,23%.

Descontando a inflação, a renda cresceu em termos reais 1,5% nos 12 meses até agosto, de acordo com as estatísticas oficiais.

A renda domiciliar também tem avançado em ritmo menor nos últimos anos.

Em 2018, o rendimento médio domiciliar foi de US$ 63.179 por ano, estatisticamente semelhante ao registrado no ano anterior ? o primeiro período de estabilidade após três anos de crescimento.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!


Mais de Economia

Molise, a região da Itália famosa por 'não existir'

Molise, a região da Itália famosa por 'não existir'

O país europeu que ano após ano vê pessoas deixando o país e população diminuindo

O país europeu que ano após ano vê pessoas deixando o país e população diminuindo

Crise dos mais antigos centros de pesquisa da Amazônia ameaça proteção da floresta

Crise dos mais antigos centros de pesquisa da Amazônia ameaça proteção da floresta

O país europeu que vê população minguar ano após ano

O país europeu que vê população minguar ano após ano

Crise dos mais antigos centros de pesquisa da Amazônia ameaça a proteção da floresta

Crise dos mais antigos centros de pesquisa da Amazônia ameaça a proteção da floresta

Por que a Lei Seca foi um fracasso retumbante nos EUA

Por que a Lei Seca foi um fracasso retumbante nos EUA

Destruída 3 vezes, Nova Iorque teme ser extinta por governo Bolsonaro

Destruída 3 vezes, Nova Iorque teme ser extinta por governo Bolsonaro

O que é 'fuel tankering', prática poluidora utilizada por aéreas para economizar dinheiro

O que é 'fuel tankering', prática poluidora utilizada por aéreas para economizar dinheiro

Brasil vai cada vez mais 'tratar com o devido carinho, respeito e consideração' a China, diz Bolsonaro

Brasil vai cada vez mais 'tratar com o devido carinho, respeito e consideração' a China, diz Bolsonaro

Núcleo 'familiar astrológico' do governo Bolsonaro pode prejudicar economia, diz Eduardo Gianetti

Núcleo 'familiar astrológico' do governo Bolsonaro pode prejudicar economia, diz Eduardo Gianetti

O que une crises na Bolívia e no Chile, modelos da esquerda e da direita na América Latina

O que une crises na Bolívia e no Chile, modelos da esquerda e da direita na América Latina

Desigualdade alta, polarização, descrença: os elementos em comum nas crises políticas da América Latina

Desigualdade alta, polarização, descrença: os elementos em comum nas crises políticas da América Latina

Como o Uber sobrevive com prejuízo de US$ 1,2 bilhão e sem nunca ter dado lucro?

Como o Uber sobrevive com prejuízo de US$ 1,2 bilhão e sem nunca ter dado lucro?

'Cota é um processo transitório para acertar desigualdade', diz dona do Magazine Luiza

'Cota é um processo transitório para acertar desigualdade', diz dona do Magazine Luiza

O que está por trás do sucesso econômico da Bolívia na era Evo Morales?

O que está por trás do sucesso econômico da Bolívia na era Evo Morales?

?Megaleilão? do pré-sal pode inaugurar ?era de ouro? do petróleo brasileiro?

?Megaleilão? do pré-sal pode inaugurar ?era de ouro? do petróleo brasileiro?

Qual a diferença entre Facebook e FACEBOOK - e por que a empresa usará as 2 marcas

Qual a diferença entre Facebook e FACEBOOK - e por que a empresa usará as 2 marcas

Estatal, privado, misto: os diferentes tipos de exploração de petróleo, e qual o impacto da opção brasileira

Estatal, privado, misto: os diferentes tipos de exploração de petróleo, e qual o impacto da opção brasileira

Os bombeiros particulares que protegem casas de ricos e famosos dos incêndios na Califórnia

Os bombeiros particulares que protegem casas de ricos e famosos dos incêndios na Califórnia

Por que falar sobre riqueza é tabu na Suécia

Por que falar sobre riqueza é tabu na Suécia

O segredo do sucesso global do uísque

A batalha para manter a internet grátis e aberta a todos

A batalha para manter a internet grátis e aberta a todos

Eleições na Argentina: Como eleição no Brasil influenciou decisão de Cristina Kirchner de ser vice

Eleições na Argentina: Como eleição no Brasil influenciou decisão de Cristina Kirchner de ser vice

A força da marca 'Made in Italy'

Ministro japonês pede demissão após ser acusado de presentear eleitores com melões e caranguejos

Ministro japonês pede demissão após ser acusado de presentear eleitores com melões e caranguejos

Eleições na Argentina: o que pode acontecer com a economia do país e como isso afetaria o Brasil?

Eleições na Argentina: o que pode acontecer com a economia do país e como isso afetaria o Brasil?

Bolsonaro cita 'interesse' em 'interferência na Amazônia' após encontro com príncipe Charles

Bolsonaro cita 'interesse' em 'interferência na Amazônia' após encontro com príncipe Charles

Economia da China cresce no menor ritmo desde os anos 1990: por que isso pode afetar o Brasil?

Economia da China cresce no menor ritmo desde os anos 1990: por que isso pode afetar o Brasil?

Eleições na Bolívia: quem é Carlos Mesa, ex-presidente que deve enfrentar Evo Morales no 2º turno

Eleições na Bolívia: quem é Carlos Mesa, ex-presidente que deve enfrentar Evo Morales no 2º turno

Com Congresso prestes a aprovar previdência mais dura para civis, reforma branda para militares patina

Com Congresso prestes a aprovar previdência mais dura para civis, reforma branda para militares patina

15 perguntas para entender as mudanças climáticas

15 perguntas para entender as mudanças climáticas

FMI diz que reforma da Previdência não basta para aumentar potencial de crescimento do Brasil

FMI diz que reforma da Previdência não basta para aumentar potencial de crescimento do Brasil